Direitos Humanos não vão de Férias: encerramento decorreu no Plateau

A iniciativa “Os Direitos Humanos não vão de férias” encerrou no passado dia 16 de Setembro, com uma sessão na Rua Pedonal, no Plateau, Cidade da Praia. Depois disso, foi realizada uma simbólica sessão de encerramento no auditório do Palácio da Cultura Ildo Lobo.

O ato contou com a presença da Presidente da Comissão Nacional para os Direitos Humanos e a Cidadania, Zaida Morais de Freitas e da representante do Movimento Jovens pela Paz, Stephanie Garcia.

A atividade na Rua Pedonal contou com a participação dos técnicos da CNDHC, das Comissárias Eloisa Borges e Maria de Fátima Lima, e de membros do Movimento Jovens pela Paz. 

Durante a sessão de encerramento, foram exibidas fotos e vídeos das ações realizadas ao longo dos meses de Agosto e Setembro, em vários bairros da Cidade da Praia. O ato contou ainda com um momento cultural.

Recorde-se que a iniciativa “Os Direitos Humanos não vão de férias” resultou de uma parceria entre o Movimento Jovens pela Paz e a Comissão Nacional para os Direitos Humanos e a Cidadania, e consistiu em desafiar a Cidade da Praia a uma leitura individualizada da Declaração Universal dos Direitos Humanos em bairros e em espaços públicos. 

Desde 12 de Agosto, foram realizadas sessões na zona Balnear da Prainha, no Mercado do Sucupira, no bairro de Achada Grande Trás, em autocarros da Cidade da Praia, no bairro do Palmarejo Grande, no Palácio do Governo, em São Pedro, na zona do Pelourinho – Cidade Velha e em Ponta d’Água. 

“Conheça os seus direitos humanos, proteja-se e defenda os direitos de alguém!” foi o apelo, com o objetivo de promover o conhecimento e prática dos princípios de Direitos Humanos, para que esses possam ser usados como ferramentas para o reforço da cultura da paz e sã convivência na sociedade cabo-verdiana.

A ideia respondeu ao slogan do Dia Internacional dos Direitos Humanos de 2016 - “Defenda os Direitos de Alguém Hoje” - adotado pelas Nações Unidas, que apela à reafirmação da humanidade comum.